Como escolher a melhor cadeira de alimentação para bebê?

7 minutos para ler

A criança passa por diferentes fases e isso vai desde o momento do seu nascimento, até quando ela se desenvolve e se torna um adulto. Tem o nascimento dos dentes, a fala, crescimento de cabelos e, até, a temida introdução alimentar que é quando deixa de só mamar no peito e passa a comer outras coisas.

É um momento delicado, que requer muita paciência dos papais, mas, que por sorte conta com bastante auxílio do pediatra e de acessórios. Nessa hora é importante pensar em todos os itens como prato, colher e, até mesmo, escolher a melhor cadeira de alimentação para bebê.

Está com dúvidas sobre qual comprar? Então você encontrou o post certo. Falamos sobre a importância do produto na hora da comida e ainda separamos algumas dicas para conseguir optar pela melhor. Então acompanhe a leitura e aprenda!

Por que o item é importante?

Quando o neném chega aos seis meses de vida é hora de começar a introduzir os alimentos sólidos nas refeições dele e tudo isso, é claro, com a orientação do médico pediatra. Essa é uma fase muito especial, tanto para o filho, quanto para os papais, mas ela requer uma atenção especial, além de bastante calma.

Tão importante quanto saber o que pode ou não oferecer ao seu filho, é também fazer de maneira eficaz, para que garanta a ele o gosto por aquilo que está comendo e consiga experimentar todos os nutrientes necessários para crescer mais saudável. É nesse momento que o assento de refeições infantil se torna um bom aliado, nesta feliz, mas árdua tarefa.

Primeiro porque as crianças costumam se sair melhor quando tem uma rotina pré-definida no seu dia a dia. Então, logo no começo, o acessório vai funcionar como um tipo de “alerta” para que ela compreenda que aquela é a hora de comer e assim fique preparada para fazer isso.

Ela se torna essencial também porque ter um local fixo para a alimentação acaba ajudando o bebê a desenvolver bons hábitos alimentares e pode ter certeza de que isso vai durar a vida toda. Sentar à mesa junto com a família, acrescentar novos sabores ao cardápio, sem muito barulho ou distrações e manter a atenção para a satisfação são ações fundamentais para isso.

E é claro que o item ajuda a tranquilizar os pais, pois eles têm a certeza de que o filho está bem acomodado, seguro e pronto para ingerir bons nutrientes. Além disso, reduz o risco de imprevistos durante a nova experiência.

Eventualmente pode e vai acontecer de a família sair para comer fora ou de o pequeno não conseguir ficar sentado para almoçar e jantar. Não existem problemas nisso, mas, é necessário que esses momentos sejam uma exceção, pelo menos na fase de adaptação.

Como escolher uma cadeira de alimentação?

Visto a boa utilidade do acessório, é hora de dar dicas de como optar pela mais eficiente. É um passo importante a se tomar, então é preciso ficar atento a itens como espaço na casa, orçamento, modelo, durabilidade, conforto e até mesmo a segurança. Achou que são muitas coisas a se pensar? Calma, nós falamos sobre elas a seguir, acompanhe!

Pense no modelo

Hoje em dia existem três modelos disponíveis no mercado: as convencionais, que vem com a bandeja, as acopladas a mesa, que tem uma espécie de almofada com encaixe e a conhecida como booster, um assento com mesinha que fica em cima das cadeiras.

Todos eles são adequados para os nenéns, a escolha vai depender do que a família precisa e também do espaço que vai ocupar. O que tem a bandeja, por exemplo, restringe o lugar de bagunça da criança, sendo indicado para os pais que tem pouco tempo livre e ambientes pequenos. Uma boa dica é ficar atento às medidas e verificar se elas se encaixam com o local que você tem disponível.

Veja o seu orçamento

Existem diversas cadeiras de alimentação para bebê a venda e com os mais variados valores. Porém, elas têm características e utilidades muito parecidas, tendo como principal diferença o tipo de modelo.

Se o seu o orçamento não é alto, é possível investir em opções mais simples, que vão atender aos requisitos básicos para a escolha. Mas, se for possível, é indicado adquirir uma que seja bem equipada, com rodinhas, que tenha opção para reclinar e que seja ajustável.

Preste atenção na durabilidade

O assento é um tipo de item a ser comprado apenas uma vez, pois o seu objetivo é de ser usado até, no máximo, com três anos de vida. É claro que existem casos que passam um pouco disso e é preciso esperar que eles alcancem a mesa, necessitando apenas o auxílio de uma almofada, mas, em geral, é essa média de uso.

Então, para não ficar comprando toda hora, é preciso considerar o peso e o tamanho suportado. Se o pequeno chegar no limite, mas ainda não se sentir seguro para usar a outra convencional, vai ser preciso fazer uma mudança e você terá que se desfazer da primeira compra.

Para aproveitá-la por mais tempo, fique atento a sua qualidade, materiais que a compõem e informações. Aquelas que tem partes com tecido ou espuma são danificadas com mais facilidade o que diminui a vida útil.

Verifique se é confortável

O conforto também é uma dica importante para notar na hora de adquirir a cadeira de refeição. Não adianta nada você ver preço, espaço ou modelo se a criança não vai querer ficar sentada nela por ser dura ou mole demais. Então, antes de bater o martelo, é importante verificar novamente o material que a compõe e, até mesmo, o peso.

Se possível, faça as observações pessoalmente, para que não haja nenhum equívoco na escolha e tenha que ser feita a troca. Mas, se não conseguir, fique atento principalmente a sua composição e aos comentários relacionados a ela. O feedback de terceiros é importante no momento.

Pesquise sobre a segurança

O acessório tem bastante importância no desenvolvimento do bebê, por isso passa por constantes análises do Instituto Nacional de Metrologia, o INMETRO. A ação tem como objetivo a garantia da eficiência do produto e também a segurança para os nenéns.

Por isso, quando for comprar, adquira apenas os cadeirões que tem o selo de certificação do órgão. Eles devem vir com cinto de segurança com cinco pontos, estabilidade, fechamento estável e tem que ser livres de materiais tóxicos, aqueles que podem prejudicar a saúde. É essencial também que a caixa tenha as instruções e recomendações de uso, além de informações como peso, altura e idade recomendada.

O texto mostra o quanto a cadeira de alimentação para bebê é essencial nesta fase de conhecimento da comida. Por isso, é importante saber escolher bem o seu produto, levando em conta sempre a segurança e o modelo mais adequado para a criança.

Não deixe de verificar também a qualidade, o conforto e o orçamento antes de optar pelo item. Pesquise bastante e utilize a internet para facilitar o trabalho, afinal, você pode fazer isso diretamente da sua casa, sem necessidade de ir a uma loja física.

Em busca de um bom acessório do tipo? Então dê uma olha neste conteúdo. Nós separamos os melhores assentos para o seu filho.

Você também pode gostar

Deixe um comentário